sexta-feira, 20 de julho de 2012

3º Capítulo - O Encontro !


Nos despedimos de meus avós e fomos em direção ao carro . Augusto sorriu e abriu a porta do carro para que eu pudesse entrar . No caminho mal trocamos palavras, eu estava super sem jeito e ele pelo jeito também . 


Aquele rosto não me era estranho, parecia eu ter visto ele em algum programa de tv . Mais era pouco provavél , Augusto morava em uma cidade afastada, e bem distante das celebridades, e eu também não quis falar disso com ele   . 


Depois de alguns minutos  Augusto estacionou  em frente a um restaurante .
Ele abriu um sorriso, que por sinal era o sorriso mais lindo que eu já havia visto . ( Depois do de minha mãe, é claro ) . Desceu no carro, abriu a porta pra mim, olhou fixamente em meus olhos e deu-me a mão para que eu pudesse descer. 


Quando entramos no restaurante um garçom já veio nos receber, comprimentou  Augusto com um abraco e um aperto de mão, certamente Augusto já o conhecia . O garçom com educação nos levou ate uma mesa de dois lugares . Assim que nos sentamos o garçom falou algo no ouvido de Augusto. Augusto deu um leve sorriso e balançou a cabeça com um gesto de sim . 


Susy: Aconteceu algo Augusto ?
Augusto: Não não Susy, ele só estava me dizendo que já está trazendo o cardápio .
Desconfiava, balancei a cabeça como se estivesse concordado com o que Augusto tinha me dito, mais no fundo sabia que não era aquilo mesmo que o garçom havia conversado com ele .
Augusto : - Sorrindo. Então Susy, me fala um pouco de você, o que gosta de fazer, o que fazia antes de vir pra Appaloosa ..
Susy: - Sorrindo. Bom eu sou formada em medicina, antes de vir pra Appaloosa eu já trabalhava como médica em minha cidade . Decidi que queria vir  pra cá depois que meus pais morrerão , eu tava me sentindo muito sozinha e o hospital já não tava me pagando tão bem como antes ...
Antes que eu pudesse completar a minha fala, o garçom chegou entregou o cardápio para Augusto e perguntou o que íamos pedir para beber .
Augusto : Você tem preferência de alguma bebida Susy ?
Susy: Não não. Pode ficar a sua escolha .
Augusto : Então traga-nos um vinho por favor .
O garçom sorriu e em seguida anotou o pedido . 


Augusto : - Sorrindo . Então Susy você estava me dizendo que é formada em medicina ..
Susy: - Sorrindo. Sou sim !
Augusto: E já conseguiu emprego aqui em Appaloosa  ?
Susy: Ainda não, só faz dois dias que estou aqui, mais com certeza vou ter que procurar um, afinal não vou poder ficar morando com meus avós a vida toda e se eu for ficar com eles por algum tempo vou ter que ajudar nas despesas da casa .
Augusto: Então Susy, sei de uma vaga no hospital local da cidade , não é grande coisa mais já da pra começar .
Susy: - Sorrindo:  Sério ?
Augusto: Sério ! Eles precisam de alguém pra fazer consultas para a população , se eu não estiver enganado o horário é de 13:00 ás 17:00 .
Susy: É perfeito ! Já é um bom começo .
Augusto : Se quiser te levo lá amanhã pra ver se consegue a vaga .
Susy: Se não for te atrapalhar, eu quero sim !
Augusto: Que isso Susy, não vai me atrapalhar não, amanhã te pego as 9:00 na sua casa .
Susy: Tá ok !
Entre sorrisos e olhares, ao fundo uma música romântica começava a tocar. Augusto levantou-se e me convidou para dançar . 



Apesar de estar envergonhada, aceitei o convite. Fomos para o meio da pista Augusto me abracou e começamos a dançar. 


Ao fim da música nos sentamos a mesa e lá ficamos por mais ou menos uma hora, conversando e tomando vinho . 



Já era noite quando eu e Augusto saímos do restaurante .  


Em seguida Augusto me levou a uma pracinha, era um lugar tranquilo e adoravél.
Ele me pagou um sorvete e ficamos a conversar por alguns minutos. 


Susy: Só eu falei de mim, me fala um pouco de você, da sua vida ..
Augusto: Então ..
Quando Augusto foi  me responder o celular dele tocou . Ele conversou com uma pessoa  no celular  por alguns segundos. Não demorou muito para que ele desligasse.
Augusto: Me desculpe Susy, era a minha mãe, é que ela me ligou pra perguntar quando eu vou visitar ela e meu pai .
Susy: Mais você não mora com seus pais  ?
Augusto: Não. Moro com a minha tia Vanda , meus pais moram em outra cidade .
Susy: Á Tá !
Augusto: - Sorrindo .
Entre sorrisos, terminei de tomar o meu sorvete e decidimos ir pra casa . 


No caminho Augusto não parava de me olhar, colocou sua mão sobre a minha e abriu um sorriso . 


Assim que estacionamos em frente a casa de meus avós Augusto novamente abriu a porta do carro para eu pudesse descer. Me deu um abraco .
Augusto: Foi um prazer enorme  conhecer você, com certeza temos muito o que conversar, quero saber de tudo o que você gosta .
Susy: O prazer foi todo meu, e obrigado por me levar pra jantar .
Augusto: Que isso, foi um prazer !
Sorrindo Augusto me deu um beijo no rosto e entrou no carro. Abriu a vidro do carro .
Augusto : - Sorrindo . Amanhã eu passo pra te  pegar as 9:00 .
Susy: Ta ok ! 



Assim que Augusto saiu dei um leve suspiro e entrei . Tomei um banho quente e me arrumei para deitar . 




Não sei o que havia comigo, o sono não vinha, a única coisa que me vinha a mente era o rosto de Augusto. Aquele rapaz era um tanto misterioso, e com certeza eu tinha muito o que conhecer  da vida e da personalidade dele . 




















quarta-feira, 18 de julho de 2012

2º Capítulo - O Rapaz Educado !



Logo pela manhã, acordei com o sol refletindo sobre o meu rosto . Um dia lindo e cheio de surpresas me esperava , e eu esperava  ainda mais desse dia! Ainda era cedo quando levantei-me , arrumei a minha cama e logo em seguida fui tomar um banho . 




Vovó e vovô ainda dormiam quando desci para tomar um sol a beira da piscina. O dia estava lindo, e com certeza me reservaria muitas emoções e surpresas. 




Fiquei por alguns minutos a beira da piscina, foi quando escutei  meus avôs conversando na cozinha. Me dirigi até lá a fim de tomar um café e dar bom dia para todos . 




Susy: Bom dia gente !
Alfredo e Cecília : Bom dia Susy !
Alfredo: Acordou cedo, porque princesa ?
Susy: aa vovô o dia está tão lindo que decidi ir tomar um pouco de sol .
Cecília: Mais você dormiu bem ?
Susy: Dormi sim vovó, dormi muito bem .
Cecília: Que bom minha linda .
Susy: Vou me trocar e desço pra tomar café com vocês .
Alfredo: Ta ok . 





Mais do que depressa me troquei e desci para tomar café .
Susy: Pronto já estou devidamente vestida para tomar café com vocês.  Sorrindo’
Cecília: O café já está quase pronto.
Susy: Ta ok  vó !
Alfredo: E você Susy, ta animada pra andar no Faísca hoje ?
Susy: Muito vovô ! Eu pensei que o Sr. Já havia esquecido .
Alfredo: Mais é claro que eu não esqueci princesa, se eu prometi que ia te ensinar é porque eu vou mesmo .
Susy: - Sorrindo. Então tá !
Alfredo: Assim que agente terminar o café, te levo pra conhecer o celeiro .
Susy: Ta ok vovô .
- E assim seguiu nossa conversa, vovó colocou a mesa e todos tomamos café . 






Assim que terminamos o café ajudei vovó a tirar a mesa. Me ofereci pra ajudar a arrumar a casa , e depois de muito insistir vovó me deixou ajudar .
Susy: Vovô, assim que eu terminar, desço pra gente ir lá no celeiro .
Alfredo: Tá ok , enquanto isso vou dar uma escovada no Faísca .
Susy: Ta bom .
E assim fizemos, ajudei vovó arrumar a casa, e quando eu já estava a arrumar a última cama, escutei vovô me chamar lá em baixo .
Alfredo: Já terminou Susy ?
Susy: Já sim vovô, já estou descendo .
Alfredo: Então venha, estou a te esperar. 




Assim que terminei, perguntei a vovó se ela ainda precisava de mim, ela me agradeceu e disse que não precisava.
Desci e fui em direção ao celeiro de longe vi vovô, já mimando o Faísca .




Alfredo: E ai Susy, animada ?
Susy: Muito vovô !
Alfredo: Vou te levar pra conhecer o celeiro, e depois te ensino a montar .
Susy: Ta ok !
Então vovô me levou para conhecer todo o celeiro . 



Durante toda manhã vovô me ensinou todos os truques  e segredos para montar .



Alfredo: Gostou da aula Susy ?
Susy: Amei vovô !
Alfredo: Que bom que gostou, amanhã se der agente marca pra você ir da uma volta com ele
Lá no campo de treinamento .
Susy: Ta ok vovô, eu vou adorar . – Sorrindo.
Alfredo: Sorrindo. 



Vovó já estava a preparar o almoço quando chegamos a cozinha .
Cecília: O almoço já está quase pronto  .
Susy: Ta ok vovó, vou  lavar as mãos e desço pro almoço .
Cecília: Ta ok minha linda .
Susy: Se a senhora precisar de ajuda é só falar .
Cecília: Desta vez eu preciso mesmo .- Risos
Susy: -Risos. Pode falar vovó o que é, que eu faco .
Cecília: Se você puder, eu gostaria que me ajudasse a preparar a salada.
Susy: Claro que eu posso vó, vou só lavas as mãos e desço pra te ajudar .
- Lavei as mãos e quando desci ajudei  vovó a terminar o almoço .



Todos almoçamos em perfeita harmonia . Depois do almoço, deitei no sofá pra descancar e assistir tv . 






A tarde me lembrei que Augusto viria me pegar as 18:00, então pedi que vovó me levasse no
Salão local, para que eu pudesse fazer algo diferente no cabelo . 





Durante 2 horas fiquei no cabeleireiro . Quando sai de lá  já era quase cinco da tarde, então mais do que depressa eu e vovó voltamos para a casa . 






Assim que cheguei em casa, fui tomar banho e me arrumar . Quando terminei desci e me sentei  no sofá pra esperar Augusto chegar. Enquanto isso vovó e vovô assistiam tv na sala .


Depois de alguns minutos a campanhia tocou ,eu e vovó continuamos  sentadas . Vovô foi quem abriu a porta, era Augusto .
Augusto: Olá Sr.Alfredo, como vai o senhor ?
Alfredo: Tudo ótimo meu rapaz e você ?
Augusto: Estou bem, obrigado . E o Faísca agora está bem ?
Alfredo: Melhor do que nunca . – Risos
Augusto: Que bom, fico feliz .
Lá da sala eu e vovó escutávamos a conversa . 


Vovô e Augusto foram em direção a sala onde eu estava .
Augusto: Então Sr.Alfredo onde está a linda moça que eu irei levar pra dar um passeio?
Alfredo: Lá está ela !
Quando vi Augusto perdi todo ar, aquele rapaz me chamou muita atenção, trocamos olhares fixamente . 
Vovó levantou-se do sofá e comprimentou Augusto .
Alfredo: Essa é a moça que você vai levar pra passear .
Augusto: Olá Susy, tudo bem ?
Perdi a fala por alguns segundos .
Susy: Tudo ótimo e com você ?
Augusto : Comigo tudo bem , obrigado ! Você está linda, seu avô tinha toda razão você é realmente é muito linda.  
Susy: Obrigado, você que é muito gentil !
Augusto: Trouxe flores pra você .
Peguei as flores e agradeci . Naquele instante fiquei impressionada com toda educação daquele rapaz . 




sexta-feira, 13 de julho de 2012

1º Capítulo - Chegada a Appaloosa !

                              

         Depois de algumas horas de viagem da janela do avião já dava pra se ver Appaloosa !




Quando cheguei em Appaloosa pedi um táxi ainda no aeroporto e fui para a casa de meus avós. Toquei a campainha e vovó foi quem abriu a porta. Com um sorriso no rosto e surpresa, me recebeu com um caloroso abraço . 



 Cecília: Mais que surpresa agradável, o que te traz aqui minha linda ?

Susy: aaa vovó, eu tava me sentindo muito sozinha depois da morte do papai e da mamãe, e o hospital não me pagava tão bem como antes . 

 Cecília: Mais porque você não me ligou antes minha linda, eu teria preparado algo especial pra você . 

Susy: Que isso vovó não se preocupe, eu só quero descansar um pouco, a viagem foi cansativa.

Cecília: Ta bom então ! Vou ajeitar o quarto pra você, e fazer algo pra gente comer ! - Sorrindo.

Susy: Ta bom vovó ! - Sorrindo. Mais e o vovô eu não o vi ainda, onde ele está ?

Cecília : Seu avô foi ate a casa dos Dultra, pra pedir que Augusto venha dar uma olhada no Faísca . 

Susy: Quem é o Faísca e esse Augusto ?

Cecília : O Faísca é o cavalo que eu havia lhe contado pelo telefone que seu avô comprou . E i Augusto é o veterinário da cidade . 

Susy: Mais o que o Faísca tem ?

Cecília: Nada de mais, seu avô acha que é um espinho que entrou na pata dele . 

Susy: aaa tá ! 

- Enquanto vovó preparava o café, continuávamos a conversa ! 




Susy: Mais me conta vovó, como que tá a vida aqui em Appaloosa ? 

Cecília: Depois que nos mudamos pra cá, nossa vida melhorou bastante. Seu avô gosta daqui, gosta da cidade, das pessoas e é apaixonado pelo tal Faísca ! 

Susy: - Sorrindo. Que bom vovó, porque quando mamãe morreu ele ficou muito triste, tive medo de que ele ficasse doente . 

Cecília: É.. Nós ficamos tristes .. ! 

- O silêncio tomou conta por alguns segundos .

Susy: Mais e o vovô que não chega !

Cecília : - Risos. Quando ele vai na casa dos Dultra ninguém tira ele de lá ! Ele vai ver os cavalos e se distrai com o horário .

Susy: - Risos. Só o vovô mesmo ! To morrendo de saudade dele . 

Cecília: -Sorrindo. Já já ele aparece, já faz um bom tempo que ele saiu . 



Depois do lanche, ajudei vovó a tirar a mesa e limpar a cozinha . 




Assim que terminamos de arrumar tudo, vovó me acompanhou até o quarto . 

Cecília : Fique a vontade Susy, a casa é toda sua, qualquer coisa é só me chamar ! 

Susy: Obrigado vovó ! Vou desfazer as malas, tomar um banho e descansar um pouco . 

Cecília: Ta ok ! Qualquer coisa é só me chamar . 

Susy: Ta bom vovó. - Sorrindo. 



Assim que desfiz as malas, me deitei para descansar, e sem querer adormeci.




Quando acordei já era fim de tarde, tomei um banho relaxante e me arrumei . 




Em seguida me dirigi a cozinha. De longe avistei vovó fazendo o jantar e o vovô sentado a mesa. Corri e dei o um abraço bem forte . 



Susy: aaa vovô que saudade de você ! 

Alfredo: Eu também minha princesa ! Sua avó me contou que estava aqui, mais fui até o querto e você estava dormindo, não quis te acordar . 

Susy: Que isso vovô, pudia ter me acordado ! 

Alfredo: Não não. Você tava dormindo feito um anjo . 

Susy: - Sorrindo. Mais e o Faísca vovô o que ele tinha ? 

Alfredo: Era o que eu suspeitei mesmo. Augusto achou um espinho na pata dele, mais ja ta tudo resolvido. 

Susy: Que bom vovô, fico feliz ! - Sorrindo. 

Alfredo: Mais quem te contou do Faísca ?

Susy: A vovó me contou que o Sr. tinha ido até o veterinário pra falar com ele sobre o problema com o Faísca . 

Alfredo: aa tá ! Mais você já o conhece ? 

Susy: Ainda não, mal tive tempo de desfazer as malas. Mais to loca pra conhece-lo . 

Alfredo: Então vamos logo ! Vou leva-la pra conhece-lo . 

Susy: - Risos. Então vamos ! 



De longe avistei-o. Vovô abriu um sorriso . 

Alfredo: Lá está ele ! 



Susy: Que lindo vovô ! 

Alfredo : Ele é bem dócil, pode chegar perto .

Susy: Logo se vê que ele é um animal adorável ! 

Alfredo: E é mesmo ! Amanhã se quiser pode dar uma volta com ele . 

Susy: É sério ? - Sorrindo . 

Alfredo: É Claro que pode ! 

Susy: Eu vou adorar . Mais não sei andar a cavalo .

Alfredo: Que isso Susy, é muito fácil, amanhã te ensino a montar . 

Susy : Então tá combinado, amanhã agente da um passeio, viu Faísca ! - Sorindo . 





Quando retornamos vovó  já estava quase  terminando de preparar o jantar . Nos sentamos a mesa pra esperar o jantar . 




Susy: A vovó eu adorei o Faísca ! 

Cecília: - Sorrindo. Realmente ele é um animal bem amigável . 

Susy: Vovô disse que amanhã vai me ensinar a montar ! 

Cecília : - Sorrindo. Que bom Susy ! 

Alfredo : - Sorrindo. A já ia me esquecendo, Augusto se ofereceu pra te levar pra conhecer  a cidade, amanhã ele te pega aqui as 18:00 .

Susy: Mais ele não se importa ?

Alfredo : Não, não. Ele mesmo que se ofereceu pra leva-lá.

Susy: A então tá ! 

- E o jantar continuou agradável . 




Quando terminamos o jantar me ofereci pra ajudar a tirar a mesa mais vovó disse que não era preciso e que eu podia ir descansar.  Dei um beijo de Boa Noite em cada um. 
E fui me arrumar para dormir. Apesar de eu ter dormido durante o dia eu ainda estava cansada, e não demorou muito para que eu adormecesse. 

Apresentação





Bom meu nome é Susy Hellerman. Sou formada em medicina pela Universidade de Smuggsworth. Após a trágica morde de meus pais em um terrível acidente aéreo, me vi sozinha em uma cidade sem a minha família, afinal vovó e vovô tinham se mudado para Appaloosa Plains antes da morte de meus pais. Foi em uma manhã de domingo que decidi que já era hora de partir. No dia seguinte arrumei minhas malas, peguei a herança que meus pais me deixaram e parti para a casa de meus avós !